OTOPLASTIA: EAR SHUT, EAR FACE… QUAIS SUAS DÚVIDAS?

Quando se fala em otoplastia, logo surgem muitas dúvidas. Qual é a melhor idade para a realização da cirurgia? Como é a técnica aberta e fechada? Quem pode realizar otoplastia? O que é ear shut, ear face?

A otoplastia pode ser realizada em qualquer idade e há relatos descritos de sua realização já a partir dos 9 meses de vida. Porém, o consenso pela realização da otoplastia é entre 5 e 7 anos de idade. Isso se dá pelos seguintes motivos:

1. Na infância, o tecido cartilaginoso da orelha é mais maleável e flexível, o que favorece os resultados;

2. Melhor possibilidade de cooperação do paciente infantil para os cuidados pós-operatórios;

3. Essa faixa etária coincide com o início da vida escolar quando então ocorrem brincadeiras maldosas entre as crianças e surgem os diversos apelidos relacionados à orelha.

As consequências da orelha de abano são psicológicas e podem ocorrer em qualquer idade. Atualmente o bullying é citado como a principal causa de depressão infantil e no Japão, foi apontado como a principal causa de suicídio em adolescentes.

As primeiras referências sobre a otoplastia datam de 1845. Desde então, várias técnicas cirúrgicas têm sido propostas. A técnica aberta, que é a que hoje utilizamos, é fruto das diversas contribuições de inúmeros autores no decorrer dos últimos séculos que objetivaram uma cirurgia rápida, segura e eficaz.

A cirurgia é realizada com anestesia local e sedação. Em média, dura cerca de 80 minutos. A cartilagem conchal excedente é removida, a anti-hélice é moldada e a orelha é então fixada no periósteo da mastoide. Os resultados são permanentes e com um baixo índice de recidiva.

E o que é a técnica fechada? A técnica fechada consiste na tração da orelha sobre ela mesma com fios simples de sutura. Esta técnica só corrige um defeito: ela dobra a anti-hélice. Os demais defeitos, presentes em 97% dos casos, são ignorados. O aspecto final é de uma orelha artificialmente tracionada na sua região superior.

Essa técnica surge de tempos em tempos com um novo nome, na tentativa de se vender algo inovador: Ear Shut, Ear Face, Ear Dream, Ear Blip, Ear Contour, Ear Solution, Concept Ear, Harmonização das orelhas… O termo “otoplastia” é geralmente evitado, pois esta técnica, por não ser realizada em ambiente hospitalar, normalmente é praticada por profissionais não-médicos e não habilitados para realização de cirurgia plástica facial.

Apesar de ser vendida como um procedimento não-cirúrgico, vale lembrar que é realizado a injeção de anestésicos, perfuração da pele e da cartilagem da orelha e, portanto, há riscos de reação alérgica pelo anestésico, queda da pressão arterial, risco de queloides, depressão da pele no local dos pontos, deformidades da cartilagem, dor e desconforto no local dos pontos.

Cuidado: onde existem pessoas fragilizadas e desesperadas, sempre haverá alguém oferecendo uma solução milagrosa, com um discurso atraente lhe dizendo exatamente o que você quer ouvir.

Por fim, uma outra dúvida frequente é com relação ao preço. Por ser uma cirurgia realizada com anestesia local e com alta hospitalar em algumas horas após o procedimento, o valor do procedimento costuma ser bem acessível. Procure um profissional habilitado.


H. Mota Clínica Médica 

Dr. André Serra Mota 

Diretor clínico da H. Mota Clínica Médica 

CRM-SC: 27.933 | RQE 18.271 | CRM-PR: 33.486 | RQE 23.287

Av. José Eugênio Muller, 881 – Térreo- Itajaí/SC

📱 (47) 3228-0431

@clinicah.mota

http://www.clinicahmota.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s